O QUE É O “PÉ CHATO”?

O pé plano, também conhecido como pé chato, é uma queda do arco longitudinal medial do pé, ou seja, a queda da parte medial do pé. Esse arco é constituído por algumas estruturas ósseas, músculos e ligamentos. Esse tipo de patologia pode ser de origem congênita e adquirida, como traumas na região do pé, disfunções ou insuficiências musculares ou até mesmo neuropatias e doenças reumáticas.

Pode acometer 25% da população geral, segundo estudos, podendo diminuir a incidência ao longo dos anos, conforme o estímulo dado para a região dos pés.

Nos achados clínicos desse tipo de lesão, podemos encontrar, além da dor, diminuição de amplitude de movimento da região do tornozelo e pé, diminuição e/ou contraturas de musculaturas específicas e também alinhamentos de padrão compensatórios. Além de angulações radiográficas alteradas, testes específicos são aplicados para confirmação do diagnóstico.

Dois tipos de pé plano são descritos: os rígidos, que possuem coalisões ósseas, e os flexíveis, que geralmente possuem causas teciduais, principalmente musculares.

Para tratamento, a ativação dos grupos musculares do tornozelo e pé são de extrema importância para o suporte do arco, além de trabalhar a amplitude de movimento e, principalmente, a função do paciente.

Fonte: Pathology and management of flexible flat foot in children – Ueki Y. et al. Journal ofOrthopaedic Science – 2018