Dor lombar – Lombalgia

A dor lombar é uma alteração músculo-esquelético multifa­torial que acomete ambos os sexos, com incidência cada vez maior, cerca de 80 a 90 % da população adulta mundial, e classificada em aguda, subaguda e crônica, se agrava com o envelhecimento.

A dor lombar é uma alteração músculo-esquelético multifatorial que acomete ambos os sexos, com incidência cada vez maior, cerca de 80 a 90% da população adulta mundial, e classificada em aguda, subaguda e crônica, se agrava com o envelhecimento. A sua fisiopatologia é complexa e necessita de um tratamento amplo com associação de técnicas distintas para o tratamento desta enfermidade.

Diversas causas e fatores de risco podem afetar a dor lombar

Todos os anos milhares de pessoas são afetadas levando ao afastamento de suas atividades laborais. As evidências mostram que diversas causas e fatores de risco podem agravar e prolongar a dor lombar, e podem estar associada a traumas, movimentos repetitivos lesivos, obesidade, estresse, fatores genéticos, síndromes depressivas, diminuição da flexibilidade, trabalhos pesados, permanência prolongada em posturas inadequadas e o sedentarismo.

O sedentarismo ou a inatividade física nos tempos atuais estão relacionados direta ou indiretamente com as dores na coluna, e é um dos principais fatores causais. Por isto a dor lombar necessita de uma avaliação fisioterapêutica dos hábitos de vida dos pacientes o mais abrangente possível.

O tratamento deve levar em consideração não só os sinais e sintomas, mas principalmente, atuar sobre as causas utilizando técnicas com comprovação científica (prática baseada em evidências), que possa restabelecer de modo gradativo a saúde do paciente, preparando-o para as atividades de vida diária, social e esportiva. Dentre as várias técnicas de tratamento se utilizam; Cinesioterapia, Pompage, liberação miofascial e de pontos gatilhos, Alongamentos, Exercícios de reequilíbrio muscular, Estabilização segmentar, Método Mackenzie, Pilates, Terapia Manual (Maitland, Osteopatia, Quiropraxia) Dry Needling, Bandagens Funcionais (Kinesiotaping), RPG, Escola da Coluna Mail 14, entre outras.

 

Brazil et al., 2004. Marcondes, Lodovichi, Cera 2009. Abreu et al., 2015. Qaseem et al., 2017