Estabilização Segmentar

A instabilidade lombar é apontada como causa primária e secundária da dor lombar

Os exercícios específicos de estabilização segmentar promovem a contração independente dos músculos profundos do corpo humano, esses exercícios favorecem o controle motor e atuam na reeducação postural.

Exercícios favorecem o controle motor e a postura

 

 

 

A estabilidade da coluna vertebral depende da sustentação dos ligamentos e da ação dos vários músculos presentes nesta região, além de um sistema de controle neural. Receptores presentes nos ligamentos são responsáveis em transmitir alterações de equilíbrio, durante movimento e carga, ao sistema nervoso, ativando assim grupamentos musculares para a estabilização da coluna. Na análise aos músculos multífidos na presença de lombalgia aguda e subaguda constatou-se diminuição na área da secção transversa dos multífidos, caracterizando uma atrofia desse músculo no nível onde se relatou dor lombar, provocando não somente a atrofia destes músculos mas também aumento da instabilidade local. A instabilidade lombar é apontada como causa primária e secundária da dor lombar, as pesquisas atuais sugerem que os exercícios de estabilização são positivos tanto na prevenção, quanto no tratamento da dor lombar crônica, mostrando ser eficazes na redução da dor e na melhora da função em indivíduos com lombalgia e propõem que os exercícios estabilização segmentar com contração isométrica atuam diretamente no alívio da dor quando comparados com tratamentos tradicionais, e apresentam menores índices de recidivas.

Os músculos do corpo humano atuam de diversos modos, em virtude dessas diferenças funcionais entre os músculos locais (profundos) e globais (superficiais), os exercícios devem ser feitos de formas diferentes quando se objetiva o tratamento das disfunções e das dores. Neste sentido os exercícios de estabilização segmentar favorecem

Richardson ET al., 1995. Hides et al., 1998. França et al., 2008. Pereira et al., 2009. Volpato et al., 2013.    Hodges et al., 2015